Latest Post

Raconte-Moi Une Histoire



Caminhava pela estrada de ladrilhos amarelos que lhe ditavam o destino. O percurso já se encontrava traçado, bastava seguir as pistas deixadas como migalhas para não se desviar da rota que havia encetado e para a qual dificilmente haveria retorno. Girou nos calcanhares, vermelho sangue, reluzentes e preciosos, sacudiu-os três vezes como quem bate na madeira. Rogava, inocentemente, a sorte de não se perder mas também sabia que a sorte nada diz da pessoa, não lhe diz respeito, não lhe comove as decisões nem lhe dita as respostas. Mas, pelo sim, pelo não, preferia contar com a sorte do que lançar-se à sorte. O caminho levou-a para onde desejava achar-se, um mundo encantado, de personagens inéditas, de brilhozinhos e purpurinas, de carnais desejos e impuras vontades. Já não era criança, já não se aventurava a sonhar, tentava convencer-se sempre que acordava. Mas a verdade é que sonhava e amiúde sucumbia ao vício de projetar infindáveis histórias, de inventar inadiáveis paixões. Viu-se, contando os passos dados e tingidos a amarelo, encurtando a distância entre o corpo que ansiava e o ponto de chegada que sabia conter a satisfação do desejo que a incentivava a continuar. Imaginava o prazer da consumação, imaginava-se entregue a um feitiço lançado para a desafiar, para a excitar, para lhe marcar na pele a luxúria, para lhe dar a provar prazeres indescritíveis, impensáveis, inconfessáveis. Imaginava-se a colher todos os frutos da árvore do pecado, a conhecer todas as formas de saciar e de satisfazer, de amar e lamber, de chupar e penetrar, de gemer e beijar, de furar e comer, de trincar e gritar, de prazer, sempre de prazer. Marcou o compasso firme e decidido, havia de lá chegar mais depressa que o previsto, queria saber o que se encontrava no fim da linha. Depois de uma curva, vislumbrou ao longe, a lua pendurada no céu, vaidosa e imponente como que dizendo "à noite mando eu!" e sorriu por se sentir mais perto, quase lá. Ameaçava chover e as nuvens de tudo faziam para tapar a orgulhosa lua, prostrada exibindo a pretensa beleza que alvitrava ao mundo. Chegou. Chegou e sucumbiu, ajoelhou-se numa vénia ao mundo que lhe era agora dado a conhecer, embrenhou-se nele, respirando-o e deixando que se entranhasse no seu peito, guardando os bafos de prazer que se sucediam sem parar. Inspirou, olhou a lua que lhe sorria agora de volta, pestanejou, acordou.

I never get tired of seeing her curves














State of the Mind (57)


“Toska - noun /ˈtō-skə/ - Russian word roughly translated as sadness, melancholia, lugubriousness. 

No single word in English renders all the shades of toska. At its deepest and most painful, it is a sensation of great spiritual anguish, often without any specific cause. At less morbid levels it is a dull ache of the soul, a longing with nothing to long for, a sick pining, a vague restlessness, mental throes, yearning. In particular cases it may be the desire for somebody of something specific, nostalgia, love-sickness. At the lowest level it grades into ennui, boredom.” 

Vladimir Nabokov

Full throttle #12

Manietada pelo manobrar do enlace que a constringe, fecha os olhos e sente apenas o toque, o respirar junto ao ouvido, as palavras soltas, insanas, profanas. Desliza pela métrica das rimas do acariciar, do massajar, do testar do querer que se denota no estremecer do corpo que entrega sem cuidar da razão. Não tem poder de decisão e a mente, errática, elevou-se ao plano da mais sublime loucura e deixa-se levar. O corpo que se encosta, que se encaixa, segue o ritmo do seu ritmo, mede os passos da sua vontade e certifica-se que fazendo-a sofrer lhe dá o maior prazer. Prolongando os pequenos espasmos, os pequenos tremores, os inocentes gemidos. Enleia os dedos suaves no calor dela e constata a doce teia húmida e suculenta que se encarregou de tecer. Sabe que se encontra pronta, gosta do que sente e decide querer, decide gozar os dividendos do tumulto que causou.

BACK BEAUTY


Celebrando el primer millón de visitas 1.000.568


Páginas vistas ayer
3.679
Páginas vistas en el último mes
67.332
Páginas vistas (historial completo)
1.000.568
No contar tus propias visitas

Por aquí ya en Guadalajara  espero regresar muy pronto al d.f. fue muy corta mi estancia por aya pero me trataron super bien como siempre conocí nuevos clientes y por supuesto me rencontré con varios de mis clientes que siempre que los visito me llaman...

Feliz por cumplir mi 1,000 000 millón de visitas me acabo de dar cuenta que lo acabo de rebasar espero este blog siga siendo de su interés y mil gracias a todos (as) por leerme !!!

Esta semana me estaré tomando mi nueva sección de fotos de estudio como lo había prometido.

Próximamente en el d.f.-toluca-puebla-queretaro-leon-merida-toluca-cuernavaca espera las fechas....

Besos Valentina (contenta llena de buena vibra y regresando con-todo) 

(Ela) dá-vos música!

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti...

Florbela Espanca in "Charneca em Flor"

Sorte de quem tá pegando


Ver Fotos

Caliente!!






















Mais fotos da maravilhosa Camilla!



"Adorei os comentários das outras fotos, segue mais umas para vocês apreciarem!
Quero mais comentários, e se algum casal quiser entrar em contato... Pode entrar que eu vou adorar! ;)"

Deliciosa... eu já estava com saudade das tuas fotos!
Não fique mais tanto tempo assim sem enviar... ;)
Beijos!
albumdeseios@yahoo.com.br

Full Throttle #14

Somos instinto. Somos animais de rua cedendo inexoravelmente aos caprichos do corpo que nos exige mais, sempre mais. Somos impiedosos buscadores de prazer. Alimentamo-nos da submissão, da entrega, da procura de corpos que satisfaçam as nossas mais profundas indulgências. Amamos como somos amados, compartilhamos momentos da vida, encostamos o ombro no ombro que nos conforta, estendemos a mão à mão que nos aperta de volta. Mas, qual bipolaridade anestesiada, somos carnais. Somos alter egos de luxúria, de brutalidade, de sufoco animalesco, de entregas interessadas em receber o prazer que almejamos. Damos tudo o que temos em nós, oferecemos o corpo, esquecemos o mundo no mundo que criamos e onde, sem reflectir, saltamos pontos de equilíbrio e nos debruçamos num desequilíbrio consentido. Somos instinto, somos paixão, somos sexo, somos risco, somos carne e prazer.


“And your very flesh shall be a great poem."

 Walt Whitman

Luxúria (The Sin Saga)

Sentia-se arrebatada pelo instinto, sempre e em toda a parte. Vivia consumida pelo desejo que lhe florescia na pele como que implorando para ser saciada. Deixava-se dominar pelas paixões, deixava-se embrenhar nos apelos do corpo que não lhe davam o descanso prometido após uma longa viagem. Sentia-se atraída pelos prazeres carnais, em todas as suas formas, em todos os seus mais animalescos vectores, incitando a libido ao comportamento desmedido do insaciável. Procurava, incontrolável, satisfazer a lascívia que sentia surgir no íntimo do seu ser, ambicionando provar tudo, experimentar tudo, não deixar um sabor por degustar, um corpo por profanar, uma pele por lamber, um líquido por saborear, um grito por calar. Sucumbia à libertinagem, ao sexo despudorado, ao roçar das carnes, ao ímpeto do desejo e da concupiscência. Vadiava, fornicava, fodia, consumia, gozava, numa masturbação desregrada, egoísta  e insaciável do seu corpo e dos que lhe eram oferecidos para fruir. Excessiva, decadente, passional, erótica, sensual, consumava o desejo e a satisfação numa pérfida mas absolutamente inegável luxúria.

in due è meglio






















Esposa do peitão lindo!



"rapaz.. foi um sufoco conseguir essa foto.. rsrsrs. Ela é danada de arredia. Ainda assim tapou com a mao mas tá valendo né? o que importa é a intenção..rsrsrs. Dá pra ver que o peitão é gostoso, dá pra ver o tamanho do mamilão da potranca. Vou tentando tirar mais algumas e se conseguir eu mando. To evoluindo a conversa com ela mais ta dificil. outro dia ela perguntou se a foto era pra internet e eu só respondi: quem sabe... rsrsrs. Ela riu e falou: Quer que me vejam pelada é? eu acho que estou evoluindo bem né verdade? Abraço aí e ah.. sigilo total com meu email hein!"

Sim... claro amigo! Todo processo de evolução é lento... rsrsrs. Eu acho que no fundo ela sabe do seu interesse nessas fotos, e se riu e brincou acredito que seja só questão de tempo ela liberar. Continue insistindo e mande pra gente. Abração!
albumdeseios@yahoo.com.br

Karla Space

The D(E)vil is in the smallest details #28

(Strap-on)

¡Feliz año nuevo 2012 !




Coloca tu mano derecha sobre tu hombro izquierdo y tu mano izquierda sobre tu hombro derecho. Acabas de recibir un abrazo a distancia. ¡Feliz año nuevo 2012 !
 
Support : Creating Website | Stella | Stella
Copyright © 2011. Fotos Amadoras E Vídeos Caseiros - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Stella
Proudly powered by Blogger